Tamanho do texto:A-A+

Publicidade

PUBLICIDADE Conheça o Instituto TRATA - Joelho e Quadril

Método Maitland

0 comentários
Imprimir Enviar por email para um amigo

O Método Maitland foi desenvolvido pelo fisioterapeuta australiano Geoffrey D. Maitland. É assim definido por seu tratamento não ser embasado apenas numa técnica de mobilização articular em si, mas sobre uma filosofia que engloba a avaliação e o tratamento, que defende o raciocínio clínico baseado principalmente nos achados clínicos.

Objetivos do Método Maitland
Esse método é utilizado para aliviar dores e liberar com segurança determinadas estruturas, apresentando o objetivo de restaurar os movimentos e a amplitude de movimento normal, melhorando, assim, a função do indivíduo.

O tratamento está indicado para pacientes com disfunções neuromusculoesqueléticas (podendo estar envolvidas as articulações periféricas e/ou da coluna vertebral, além da articulação temporomandibular – ATM). Porém, essas técnicas são preferencialmente usadas para tratamento de disfunções da coluna vertebral.

método maitland


A Anamnese no Maitland
A anamnese no Maitland deve ser sempre minuciosa, através de um exame físico detalhado, com avaliação dos sinais e sintomas. Ao utilizar a filosofia do Conceito Maitland, os fisioterapeutas são encorajados a formular e testar várias hipóteses a fim de encontrar o melhor método de tratamento para o paciente.

O exame físico compreende a aplicação de movimentos vertebrais oscilatórios passivos e acessórios nas articulações para tratar a dor e a rigidez de natureza mecânica. As técnicas procuram a restauração dos movimentos articulares e são classificados de acordo com a sua amplitude. Assim, as mobilizações podem ser classificadas em 5 graus.

Importância para a Terapia Manual
Geoff Maitland desenvolveu uma metodologia capaz de classificar as mobilizações articulares. Isto permitiu uma maior confiabilidade e registro adequado da técnica de mobilização empregada nos pacientes.

O grande impacto do conceito Maitland não reside nas técnicas, mas sim no processo de avaliação clínica meticulosa que permite, inclusive, que quaisquer outras modalidades de mobilização ou manipulação possam ser agregadas, aplicadas e reavaliadas sem comprometer em absolutamente nada o processo de raciocínio clínico.

Conteúdo de fisioterapia

Categorias

Conheça as áreas
da fisioterapia

Banner Livro

Conhecer o Livro

Receba nosso conteúdo
por e-mail